Flightradar24, o sistema de informação que mostrou a queda do voo da Chapecoense em tempo real

banner_post
Existem muitos serviços de rastreamento de emergência de aeronaves na internet. No entanto, a maioria deles têm problema de atualização. Para as companhias aéreas estadunidenses, a informação pode até ser considerada nova, mas para os outros países isso nem sempre é o caso, uma vez que muitos aeroportos ou companhias aéreas possivelmente não incluem todos os dados no seu sistema.
Como regra geral, os dados para controlar o avião são obtidos a partir do site do aeroporto, o que, de alguma forma, enfraquece toda a ideia: quem na Terra precisaria de tais serviços se qualquer pessoa pode ir para o site do aeroporto e conferir o status do voo por conta própria?
O principal problema neste caso é as alterações de status (em algumas casos, este processo é completamente manual), bem como a falta de transparência no que diz respeito ao o que a aeronave está fazendo num determinado momento de tempo.

Por exemplo, o status do voo pode ser “decolado”, mas ao mesmo a referida aeronave ainda continua no chão, uma vez que há uma fila de aeronaves na pista esperando para a decolagem.
Flightradar24 emprega uma abordagem diferente: ela recebe os dados de voo diretamente das aeronaves.
Flightradar24 é um serviço de rastreamento de vôo global que fornece informações em tempo real sobre milhares de aeronaves em todo o mundo. Está disponível on-line e para seus iOS (iPhone, iPad, iPod Touch) ou dispositivo Android.
Isso é possível graças à tecnologia de vigilância de transmissão automática, ou ADS-B, que é utilizada pela maioria dos aviões modernos.
O que é um ADS-B?
Sistema Automático de Transmissão e Vigilância Auxiliar (também conhecido pela sigla ADS-B do inglês Automatic Dependent Surveillance-Broadcast ) é um sistema pelo qual as aeronaves transmitem constantemente sua posição atual e altitude, categoria da aeronave, velocidade no ar, identificação, e se aeronave está fazendo curvas, subindoou descendo para um receptor de rádio de dados dedicado.
Mais sobre…
Inicialmente, esta tecnologia de transmissão foi projetada para localizar aeronaves com maior precisão do que era possível com radares de microondas. Além disso, não só os despachantes, mas os pilotos também são capazes de ver todo o tráfego.
O ADS-B é um sistema relativamente complexo e sofisticado que, por exemplo, permite que os pilotos obtenham a maioria das atualizações do tempo e do terreno ou outras informações. Mas o nosso interesse agora está dentro de uma das funções, ADS-B Mode-S. Neste modo, uma aeronave com regularidade (aproximadamente uma vez em cada segundo) transmite os dados de localização GPS (latitude, longitude, altitude), bem como a velocidade (incluindo a velocidade vertical), o “endereço” único da aeronave e número do voo através do canal 1090 MHz.
Os dados da aeronave transmitidos incluem também o código de resposta, em que o tempo pode servir para passar informação codificada (em caso de emergência, o valor é ajustado para 7700, em caso de desvio – 7500) . Assim, qualquer tipo de situação fora do padrão também é perfeitamente controlável.
Todos esses dados, por estranho que pareça, são enviados através de um canal não criptografado e pode ser acessado por qualquer pessoa: tudo que você precisa é de habilidades básicas de rádio para a obtenção de uma antena com gama 1090 MHz e um receptor de rádio simples.
Você não precisa permanecer online o tempo todo. Os sinais ADS-B podem ser recebidos a150 milhas da posição da aeronave. Então, se você não vive no meio do nada, haverá pelo menos vários entusiastas equipados com sensores semelhantes próximos a você. A probabilidade de que pelo menos um deles esteja em funcionamento e recebendo sinais é relativamente alta.
Em essência, os dados, a partir de milhares de receptores em todo o planeta, são transmitidos para os servidores da Flightradar24 em tempo real. Adicione um pouco de alta tecnologia e você terá o serviço que permite que todos possam ver o que está acontecendo com quase todos os aviões do mundo. O resto depende do tipo de interface que você escolher. O serviço tem uma interface web, bem como para aplicativos móveis, gratuitos e pagos.
 
Desastre com o voo da Chapecoense
Com certeza ao longo das notícias que voce via a respeito da tragédia com a equipe da Chapecoense, mencionava algo como “vídeo mostra o momento da queda do avião da chapecoense“, tão logo voce imaginaria que se tratava de um vídeo mesmo, mas era apenas todos os dados do sistema ADS-B em ação.
Trajeto pode ser visto por qualquer pessoa conectada a internet, imediatamente após o acidente com o voo da Chapecoense.
Trajeto pode ser visto por qualquer pessoa conectada a internet, imediatamente após o acidente com o voo da Chapecoense.
A velocidade da informação permitiu rápida localização do voo, e praticamente o planeta inteiro em tempo real, soube o que aconteceu a medida que o avião avançava em sua rota, logo se percebeu uma queda acentuada e uma perda de velocidade rápida. A pouco tempo atrás, esse tipo de informação demorava muito a chegar, encontrar um avião acidentado levava dias, as vezes nem se encontrava o avião.
Outro detalhe é que o site Flight Radar 24 surgiu em 2006, limitado apenas a Europa, somente em 2009 começou a expansão mundial, até chegar a essa cobertura atualmente, que continua expandindo. Eis um exemplo nato de um Sistemas de Informação.

Deixe um comentário